Desde a minha conversão à Igreja, tenho observado um movimento entre os jovens cristãos que afirmam amar Jesus, mas rejeitam a “religião”. Eu não acho que este movimento seja de todo ruim. Muitos cristãos da geração millennial que rejeitam a “religião” argumentam que as pequenas diferenças entre as denominações cristãs realmente não importam no final.…

via “Sou cristão, mas não sou religioso” — Aleteia: vida plena com valor

Anúncios